fbpx

 As formigas “doceiras”, encontradas facilmente dentro de casa, têm mais bactérias, fungos e vírus que muitos outros insetos e pragas.

Segundo um estudo publicado na Revista de Saúde e Biologia (SaBios), as formigas podem carregar uma grande variedade de bactérias, além de conseguirem percorrer até três centímetros por segundo.

As formigas também habitam lugares sujos como fezes, feridas, animais em decomposição e lixo. Por esse motivo, ignorar a presença delas nos alimentos é uma alternativa perigosa. Por caminharem em variados locais, elas carregam microrganismos patogênicos, como vírus, bactérias e fungos.

A formiga é um grande transmissor de doenças infecciosas, além de poder causar gripe, tuberculose, verminoses, intoxicações alimentares, vômito, diarreia e até lepra.

O cuidado com estes insetos durante a Primavera deve ser dobrado, já que algumas espécies chegam ao auge da reprodução neste período. Nos dias mais quentes, as infestações de formigas são maiores. Por isso muita gente tem a impressão de que suas casas são invadidas por formigas nessa época do ano.

 Entenda que consumir alimentos que tiveram contato com formigas é uma atitude arriscada. Segue algumas dicas que ajudam na prevenção de contaminação:

  • Manter a cozinha sempre limpa;

  • Aplicar com uma seringa, água com detergente nos buracos onde as formigas saem;

  • Tampar as frestas com sabão em barra;

  • Pendurar galhos secos de arruda nos armários;

  • Casca de limão ou cravo embebido em álcool afastam as formigas do açucareiro;

  • Borrifar água com cravo-da-índia nos ambientes com foco de infestação;

  • Se a infestação for séria, entrar em contato com a @franquiaecontrol especialista em controle de pragas.

ESCOLHA O SEU ESTADO: