fbpx

Como linhagem, os escorpiões provêm de eras remotas. Os escorpiões se destacam entre os aracnídeos por terem uma duração de vida que vai além de uma estação.

Chegam à maturidade em 1-3 anos, e atingem normalmente um período de vida de 2-6 anos.

O maior tempo de vida registrado para um escorpião foi de 8 anos.

O atributo mais notório de um escorpião é seu ferrão venenoso. Embora seja verdade que os escorpiões estejam entre os animais mais venenosos que vivem em terra, os relatos sobre seu efeito mortal são provavelmente exagerados.

Todas as espécies de escorpião são venenosas. Para os insetos, que são alimentos potenciais de escorpiões, todos os escorpiões são mortalmente venenosos. Entre as cerca de 1050 espécies conhecidas, apenas um pequeno número é perigoso para os seres humanos. A maioria produz uma reação semelhante à da ferroada da abelha, que é muito dolorosa, embora geralmente não ofereça perigo de morte.

O corpo do escorpião é revestido por um exoesqueleto e é constituído por uma parte mais volumosa, o tronco, e por outra mais longa e estreita, chamada “cauda”.

ASPECTOS BIOLÓGICOS E MORFOLÓGICOS

Os escorpiões são predadores de insetos, como baratas, grilos, cupins, etc. Alimentam-se também de aranhas e de outros escorpiões. O escorpião segura a presa com os palpos e injeta o veneno com o ferrão (télson) paralisando a presa quase imediatamente. As quelíceras dos escorpiões são utilizadas apenas para alimentação, diferente das aranhas que injetam veneno através delas.

Escorpiões costumam comer muito de cada vez, ingerindo o alimento lentamente, e depois são capazes de ficar sem comer por muitos dias, até por mais de um mês. Trituram fragmentos de alimento, umedecendo-os na boca (o que propicia já a digestão), sugando-os depois e eliminando os restos, como pequenas bolas de detritos. “Um escorpião da espécie mantido em cativeiro, demorou 20 horas para comer uma barata comum”.

Os escorpiões não põem ovos. São vivíparos e seus filhotes nascem por meio de parto, após uma gestação longa. Em e a gestação dura de 2 meses e meio a 3 meses. Algumas espécies, inclusive, podem gerar mais de uma ninhada a partir do mesmo acasalamento, decorrendo vários meses entre dois partos consecutivos. Entre estes escorpiões, cada ninhada pode ter mais de 20 filhotes, mas outras espécies podem produzir até 90 ou mais filhotes!

PREDADORES NATURAIS

Várias espécies de aranhas, lagartos, louva-a-deus, corujas, seriemas, macacos e pássaros estão incluídos entre os “inimigos” dos escorpiões. Galinhas e sapos também comem escorpiões. Sendo os sapos e os escorpiões ambos de hábitos noturnos, a probabilidade de encontro é grande e cada sapo pode comer vários escorpiões em seguida.

As galinhas, porém, por serem diurnas, encontram os escorpiões eventualmente, quando ciscam os terrenos, removendo pedras ou madeiras onde eles podem estar escondidos.

(ESCORPIÃO AMARELO) Tityus serrulatus

Amarelo claro, com manchas escuras sobre o tronco e na parte inferior do fim da cauda; o

quarto anel da cauda com duas fileiras de “dentes” constituindo 2 pequenas serras dorsais.

(ESCORPIÃO MARROM)

Marrom avermelhado escuro, braços (palpos) e pernas mais claros, com manchas escuras.

Segmento caudal liso no dorso. Quando adulto, chega a 7 cm de comprimento.

O QUE É E COMO FUNCIONA O FERRÃO (TÉLSON) DO ESCORPIÃO?

Os escorpiões usam o ferrão para diversos fins. O mais óbvio é para dominar suas presas, que antes são agarradas firmemente pelas pinças dos palpos. Os escorpiões fazem uso do ferrão quando não conseguem matar a presa por esmagamento com as pinças. Devido ao veneno que inoculam, pequenos escorpiões com pinças fracas conseguem dominar presas até do seu próprio tamanho.

Um segundo uso do ferrão é na defesa. Através de um ferrão bem posicionado, os escorpiões podem manter afastados potenciais predadores. Apesar disso, eles são presa fácil para muitos animais, para os quais seu ferrão parece ser inócuo.

Um terceiro uso do ferrão é durante o acasalamento. Parece provável que alguns escorpiões possuam feromônios que possam aumentar a receptividade da fêmea ou permitam reconhecimento entre a mesma espécie durante o ritual de acasalamento.

O VENENO

Segundo relatos clínicos, existem diversos fatores que modulam a toxicidade do veneno do escorpião para humanos.

Os principais fatores são:

1) a toxicidade do veneno do tipo de escorpião envolvido;

2) a quantidade de veneno injetada pelo escorpião;

3) o tamanho do corpo da vítima;

4) a condição de saúde geral da vítima.

Devido a seu pequeno tamanho, as crianças sofrem maior risco de envenenamento grave do que os adultos. A maior parte das mortes resultantes de picadas de escorpião ocorre em crianças pequenas.

Algumas pessoas são alérgicas ao veneno dos escorpiões, da mesma forma que outras podem ser ao veneno das abelhas. Nestes casos, consequências  muito graves, inclusive a morte, podem ocorrer rapidamente, mas não têm relação à toxicidade do veneno.

Mortes ocorridas por envenenamento causado por espécies de escorpião sem importância médica resultam de choque anafilático induzido por alergia.

O sinal da picada às vezes não se percebe, porém a dor forte e imediata que ela provoca faz com que a vítima possa ver o animal causador. É importante saber se a picada foi produzida por escorpião ou aranha, uma vez que os sintomas das picadas de escorpião são semelhantes aos das picadas de aranhas com veneno neurotóxico, como a aranha armadeira ou a aranha marrom.

CONTROLE E PREVENÇÃO

AS SEGUINTES MEDIDAS SÃO EFICAZES PARA O CONTROLE E PREVENÇÃO DE ACIDENTES:

1- Manter limpos quintais, jardins e terrenos baldios, não acumulando entulho e lixo doméstico;

2 – Aparar a grama dos jardins e recolher as folhas caídas;

3 – Vedar soleiras de portas com saquinhos de areia ou friso de borracha, colocar telas nas janelas, vedar ralos de pia, de tanque e de chão com tela ou válvula apropriada;

4 – Colocar o lixo em sacos plásticos, que devem ser mantidos fechados para evitar o aparecimento de baratas, moscas e outros insetos, que são o alimento predileto dos escorpiões;

5 – Andar sempre calçado e usar luvas de raspa de couro ao trabalhar com material de construção, lenha, etc.

6 – Examinar roupas, calçados, toalhas e roupas de cama antes de usá-las;

7- Manter caixas de gordura bem vedadas.

Contrate quem entende do assunto!

A e-Control conta com equipes treinadas e capacitadas para realizar a sanitização de ambientes. Com mais de 50 anos de experiência, nossa missão é promover saúde e proteção com a maior qualidade e o melhor atendimento.

Ao avaliar criteriosamente o que fazemos em termos de qualidade e serviço, GARANTIMOS que entregamos até 10X mais! Entre em contato conosco.

ESCOLHA O SEU ESTADO: