fbpx

Cada vez mais as indústrias, sobretudo como as farmacêuticas e alimentícias, vêm prestando atenção a fatores relacionados com a higiene, a proteção de materiais e estoques, e o controle de pragas em seus ambientes laborais.

Pragas físicas

Esse grupo inclui espécies e vetores como baratas, cupins, moscas, caramujos e ratos, entre outros. A adoção de ações preventivas é especialmente válida aqui, a fim de poupar ou abater as iniciativas de combate às pestes já instaladas nos ambientes industriais. É necessário evitar que tais bichos tenham acesso à água e a elementos que componham sua alimentação, e por isso a principal medida aqui é a higienização primorosa dos locais. Cada um destes bichos têm a preferência por determinados itens alimentícios, mas quando há detritos, desarrumação e objetos abandonados, proporcionando locais com umidade, calor e sombra, a maioria destas pragas podem aproveitar para surgir e se desenvolver.

É importante ainda impedir o ingresso dessas pragas aos lugares onde funcionam os processos industriais, colocando-se barreiras em frestas das janelas, portas e paredes, fechando os tubos e canalizações, e conferindo criteriosamente os objetos e mercadorias que adentram o local. De outro modo, é possível empregar ações diversas de combate, o que vai depender do tipo e da proliferação da praga, entre as quais armadilhas adesivas, aspiração, aplicação de iscas à base de inseticidas, controle de temperatura, e muito mais.

Sua empresa vem sofrendo com o aparecimento de pragas, mesmo que você esteja tomando as medidas que acha mais adequadas para evitá-las? Você deseja saber mais sobre controle integral de pragas, limpezas técnicas industriais e outros serviços de saneamento ambiental? Fale com o Grupo EMOPS. Temos uma equipe sempre a sua disposição prontos para ajudar você.

ESCOLHA O SEU ESTADO: