Medidas para você se manter longe das pragas urbanas

Medidas para você se manter longe das pragas urbanas

Pragas podem se instalar e gerar danos materiais significativos em casas, fábricas, restaurantes e lavouras. Após a Segunda Guerra Mundial começou-se o uso de agrotóxicos e o extermínio de pragas com o uso de substâncias químicas oriundas da indústria de armas da guerra, porém, a utilização indiscriminada dos praguicidas químicos, geralmente promove efeitos colaterais.

Dessa forma, o anseio por um equilíbrio de ações- que pudesse ser aplicado em áreas urbanas e industriais- levou ao MANEJO INTEGRADO DE PRAGAS URBANAS, o qual um trabalho abrangente, ao incorporar recomendações preventivas e corretivas. As medidas preventivas compreendem a trabalhos de educação das pessoas e à implementação de Boas Práticas, que corresponde a um conjunto de normas importantíssimas na indústria de alimentos, fármacos, cosméticos e afins.

A aplicação do Manejo Integrado de Pragas prevê um conjunto das medidas abaixo descritas, as quais visam a eliminar ou a minimizar os riscos de ocorrência de insetos, roedores e outras pragas.

Segue as recomendações:

1) As instalações não devem ter: Possíveis pontos de entrada de insetos no ambiente, como falhas de vedação em tubulações, ralos sem proteção, portas e janelas mal vedadas, etc. Azulejos mal assentados ou quebrados; Acúmulo de água em drenos, ralos ou caixas de inspeção; Vazamentos em dutos de água e torneiras; Falhas na manipulação e guarda de lixo; Falhas na manipulação e guarda de lixo; Mato e gramas não aparados; Estrados com presença de infestações por cupim ou broca;

2) Lâmpadas fluorescentes das áreas externas próximas às portas devem ser trocadas por luz de sódio, que emitem menos radiação ultravioleta e atraem menos insetos;

3) Lâmpadas de luz de mercúrio podem ser utilizadas externamente desde que longe de portas, agindo como atrativas de insetos noturnos voadores para longe do local desejado;

4) Nas áreas de estocagem, deve-se manter distância mínima de 30 cm entre as paredes e os pallets de produtos; entre o piso e os pallets (estrado ou plataforma produzido de madeira, plástico ou metal), tomar distância mínima de 20 cm;

5) Quaisquer sinais de roeduras, fezes, trilhas, pegadas e ninhos de roedores devem ser notificadas, bem como carcaças de insetos, penas, ovos, odores de pragas, etc.;

6) Locais de acesso de pessoas/ funcionários devem ter telas ou cortinas plásticas;

7) Não devem existir resíduos que sirvam de alimento a aves, roedores e insetos;

8) Devem ser desenvolvidos programas de limpeza e higiene junto aos funcionários, familiares e comunidade;

9) Poeira e materiais deteriorados devem ser retirados;

10) Armadilhas luminosas devem ser providas de bandeja ou adesivo que previna queda de insetos eletrocutados nos equipamentos;

Publicado por: Fabiano de Medeiros
Marketing Digital para Negócios Locais

Cuidados para evitar infestação de Cupins

Cuidados para evitar infestação de Cupins

Os cupins são popularmente conhecido como aleluias, formigas brancas, térmitas e siriris. São considerados insetos eussociais, pois vivem em colônias formadas por indivíduos especializados.

Esses indivíduos estão organizados em castas, de modo que cada uma delas assume funções específicas, como reprodução, defesa da colônia, coleta de alimentos, entre outras. Cada casta possui indivíduos com uma morfologia específica de acordo com a função desempenhada na colônia. Há uma interdependência entre as castas, e todas são fundamentais para a sobrevivência da colônia.


De um modo geral, o cupim é capaz de consumir alimentos bastante diversificados, como madeira, papéis e outros derivados de celulose, couro, lã, vegetais vivos e matéria orgânica.


O cupim pode oferecer riscos de desabamento e prejuízos financeiros se o mal não for detectado com antecedência. Muitas vezes, quando o problema é percebido tardiamente, grande parte do madeiramento já pode ter sido danificado.


Para evitar esse tipo de praga, temos que estar atentos aos resíduos que eles deixam (farelos). Alguns cuidados que devemos ter são os seguintes:

  • Nas portas e janelas, recomenda-se instalar telas de proteção, para evitar entradas e revoadas dos aleluias.
  • Evite a estocagem inadequada de madeira e seus derivados, principalmente em locais úmidos.
  • Vistorie periodicamente rodapés, forros, armários, estantes, esquadrias e outras estruturas de madeira, a fim de detectar qualquer início de infestação. E facilitando, assim, o controle.
  • Existem diversas maneiras de combater os cupins, inclusive a contratação de empresas especializadas para o combate de pragas.


Contrate quem entende do assunto!

A e-Control conta com equipes treinadas e capacitadas para realizar a sanitização de ambientes. Com mais de 50 anos de experiência, nossa missão é promover saúde e proteção com a maior qualidade e o melhor atendimento.

Ao avaliar criteriosamente o que fazemos em termos de qualidade e serviço, GARANTIMOS que entregamos até 10X mais! Entre em contato conosco.

Escorpiões | Todo cuidado é pouco

Escorpiões | Todo cuidado é pouco

Como linhagem, os escorpiões provêm de eras remotas. Os escorpiões se destacam entre os aracnídeos por terem uma duração de vida que vai além de uma estação.

Chegam à maturidade em 1-3 anos, e atingem normalmente um período de vida de 2-6 anos.

O maior tempo de vida registrado para um escorpião foi de 8 anos.

O atributo mais notório de um escorpião é seu ferrão venenoso. Embora seja verdade que os escorpiões estejam entre os animais mais venenosos que vivem em terra, os relatos sobre seu efeito mortal são provavelmente exagerados.

Todas as espécies de escorpião são venenosas. Para os insetos, que são alimentos potenciais de escorpiões, todos os escorpiões são mortalmente venenosos. Entre as cerca de 1050 espécies conhecidas, apenas um pequeno número é perigoso para os seres humanos. A maioria produz uma reação semelhante à da ferroada da abelha, que é muito dolorosa, embora geralmente não ofereça perigo de morte.

O corpo do escorpião é revestido por um exoesqueleto e é constituído por uma parte mais volumosa, o tronco, e por outra mais longa e estreita, chamada “cauda”.

ASPECTOS BIOLÓGICOS E MORFOLÓGICOS

Os escorpiões são predadores de insetos, como baratas, grilos, cupins, etc. Alimentam-se também de aranhas e de outros escorpiões. O escorpião segura a presa com os palpos e injeta o veneno com o ferrão (télson) paralisando a presa quase imediatamente. As quelíceras dos escorpiões são utilizadas apenas para alimentação, diferente das aranhas que injetam veneno através delas.

Escorpiões costumam comer muito de cada vez, ingerindo o alimento lentamente, e depois são capazes de ficar sem comer por muitos dias, até por mais de um mês. Trituram fragmentos de alimento, umedecendo-os na boca (o que propicia já a digestão), sugando-os depois e eliminando os restos, como pequenas bolas de detritos. “Um escorpião da espécie mantido em cativeiro, demorou 20 horas para comer uma barata comum”.

Os escorpiões não põem ovos. São vivíparos e seus filhotes nascem por meio de parto, após uma gestação longa. Em e a gestação dura de 2 meses e meio a 3 meses. Algumas espécies, inclusive, podem gerar mais de uma ninhada a partir do mesmo acasalamento, decorrendo vários meses entre dois partos consecutivos. Entre estes escorpiões, cada ninhada pode ter mais de 20 filhotes, mas outras espécies podem produzir até 90 ou mais filhotes!

PREDADORES NATURAIS

Várias espécies de aranhas, lagartos, louva-a-deus, corujas, seriemas, macacos e pássaros estão incluídos entre os “inimigos” dos escorpiões. Galinhas e sapos também comem escorpiões. Sendo os sapos e os escorpiões ambos de hábitos noturnos, a probabilidade de encontro é grande e cada sapo pode comer vários escorpiões em seguida.

As galinhas, porém, por serem diurnas, encontram os escorpiões eventualmente, quando ciscam os terrenos, removendo pedras ou madeiras onde eles podem estar escondidos.

(ESCORPIÃO AMARELO) Tityus serrulatus

Amarelo claro, com manchas escuras sobre o tronco e na parte inferior do fim da cauda; o

quarto anel da cauda com duas fileiras de “dentes” constituindo 2 pequenas serras dorsais.

(ESCORPIÃO MARROM)

Marrom avermelhado escuro, braços (palpos) e pernas mais claros, com manchas escuras.

Segmento caudal liso no dorso. Quando adulto, chega a 7 cm de comprimento.

O QUE É E COMO FUNCIONA O FERRÃO (TÉLSON) DO ESCORPIÃO?

Os escorpiões usam o ferrão para diversos fins. O mais óbvio é para dominar suas presas, que antes são agarradas firmemente pelas pinças dos palpos. Os escorpiões fazem uso do ferrão quando não conseguem matar a presa por esmagamento com as pinças. Devido ao veneno que inoculam, pequenos escorpiões com pinças fracas conseguem dominar presas até do seu próprio tamanho.

Um segundo uso do ferrão é na defesa. Através de um ferrão bem posicionado, os escorpiões podem manter afastados potenciais predadores. Apesar disso, eles são presa fácil para muitos animais, para os quais seu ferrão parece ser inócuo.

Um terceiro uso do ferrão é durante o acasalamento. Parece provável que alguns escorpiões possuam feromônios que possam aumentar a receptividade da fêmea ou permitam reconhecimento entre a mesma espécie durante o ritual de acasalamento.

O VENENO

Segundo relatos clínicos, existem diversos fatores que modulam a toxicidade do veneno do escorpião para humanos.

Os principais fatores são:

1) a toxicidade do veneno do tipo de escorpião envolvido;

2) a quantidade de veneno injetada pelo escorpião;

3) o tamanho do corpo da vítima;

4) a condição de saúde geral da vítima.

Devido a seu pequeno tamanho, as crianças sofrem maior risco de envenenamento grave do que os adultos. A maior parte das mortes resultantes de picadas de escorpião ocorre em crianças pequenas.

Algumas pessoas são alérgicas ao veneno dos escorpiões, da mesma forma que outras podem ser ao veneno das abelhas. Nestes casos, consequências  muito graves, inclusive a morte, podem ocorrer rapidamente, mas não têm relação à toxicidade do veneno.

Mortes ocorridas por envenenamento causado por espécies de escorpião sem importância médica resultam de choque anafilático induzido por alergia.

O sinal da picada às vezes não se percebe, porém a dor forte e imediata que ela provoca faz com que a vítima possa ver o animal causador. É importante saber se a picada foi produzida por escorpião ou aranha, uma vez que os sintomas das picadas de escorpião são semelhantes aos das picadas de aranhas com veneno neurotóxico, como a aranha armadeira ou a aranha marrom.

CONTROLE E PREVENÇÃO

AS SEGUINTES MEDIDAS SÃO EFICAZES PARA O CONTROLE E PREVENÇÃO DE ACIDENTES:

1- Manter limpos quintais, jardins e terrenos baldios, não acumulando entulho e lixo doméstico;

2 – Aparar a grama dos jardins e recolher as folhas caídas;

3 – Vedar soleiras de portas com saquinhos de areia ou friso de borracha, colocar telas nas janelas, vedar ralos de pia, de tanque e de chão com tela ou válvula apropriada;

4 – Colocar o lixo em sacos plásticos, que devem ser mantidos fechados para evitar o aparecimento de baratas, moscas e outros insetos, que são o alimento predileto dos escorpiões;

5 – Andar sempre calçado e usar luvas de raspa de couro ao trabalhar com material de construção, lenha, etc.

6 – Examinar roupas, calçados, toalhas e roupas de cama antes de usá-las;

7- Manter caixas de gordura bem vedadas.

Contrate quem entende do assunto!

A e-Control conta com equipes treinadas e capacitadas para realizar a sanitização de ambientes. Com mais de 50 anos de experiência, nossa missão é promover saúde e proteção com a maior qualidade e o melhor atendimento.

Ao avaliar criteriosamente o que fazemos em termos de qualidade e serviço, GARANTIMOS que entregamos até 10X mais! Entre em contato conosco.

Entenda o aumento das pragas urbanas durante isolamento social

Entenda o aumento das pragas urbanas durante isolamento social

Na semana passada a Associação dos Controladores de Vetores de Pragas Urbanas (Aprag) emitiu um alerta para o aumento das pragas urbanas em residências e estabelecimentos comerciais. Com muitos locais fechados devido às recomendações e as pessoas produzindo mais lixo em casa, é possível perceber o aumento populacional desses vetores e a migração de alguns, como roedores.

O vice-presidente da Aprag, Sérgio Bacolini, declara que o reflexo dessa fartura de lixo próximo aos ambientes domésticos exige um cuidado maior para evitar doenças como dengue, zika, chikungunya, leptospirose, entre outras. “Se a pessoa não tiver uma preocupação forte em manter os ambientes bem limpos e higienizados, existe a tendência forte do aumento da população de pragas e, consequentemente, dos problemas relacionados a elas”, reforça Bocalini.

Por outro lado, há a preocupação da Associação com o processo de flexibilização das atividades, quando as portas começam a ser reabertas para atendimento ao público. As pragas urbanas oferecem potencial risco de contaminação que causam impacto na saúde humana o que pode agravar o sistema de saúde do país. Dessa forma, é importante que esses estabelecimentos mantenham o processo de controle de pragas com periodicidade para que o ambiente esteja propício para circulação.

Veja a importância do controle de pragas no combate à COVID-19.

O controle de pragas da e-Control

A e-Control trabalha com o MIP (manejo integrado de pragas), uma medida segura e eficaz. Nosso serviço para auxiliar nas ações de combate e reduzir os riscos de doenças é classificada como a melhor metodologia do mundo em controle de pragas urbanas.

O Manejo Integrado de Pragas visa medidas educativas, biológicas, físicas e como último recurso o tratamento químico de maneira planejada e localizada para cada situação. Com 48 anos de experiência no mercado, a e-Control indica que o controle de pragas seja feito periodicamente para preservar a saúde humana sem qualquer risco.

Saiba qual a melhor época do ano para realizar o controle de pragas.

Mantenha seu ambiente livre de fungos, vírus e bactérias. Fale conosco!

Dicas para evitar as pragas em seu estabelecimento ou em sua casa

Dicas para evitar as pragas em seu estabelecimento ou em sua casa

O método mais eficiente para manter um controle de pragas urbanas, é sempre estar ligado aos cuidados necessários para evitar a infestação. Seja em sua casa ou seu estabelecimento comercial, você deve dar atenção a medidas simples, mas que evitam a presença dessas pragas indesejadas.
Então vamos apresentar os quatro principais fatores que propiciam a infestação de pragas urbanas, Os 4 A’s.

Água
Alimento
Abrigo
Acesso

1 Água
Evitar deixar acumulo de líquidos parados pois podem ser o cenário perfeito para o surgimento de pragas como mosquito da dengue.

2 Alimento
Os restos de alimentos e embalagens descartadas de forma incorreta podem facilitar e atrair pragas como ratos baratas e moscas. Não acumular lixo e deixar o ambiente sempre limpo.

3 Abrigo
Lugares escuros como armários, gavetas e caixas podem servir de abrigo para as pragas.
Baratas e escorpiões podem ser encontrados nesses locais.
Manter limpo esses locais principalmente os que utilizamos com pouca frequência.

4 Acesso
Devemos dar uma atenção extra para o acesso às pragas como frestas de janelas, buracos da parede e ralos abertos pois esses são alguns tipos de acessos por onde as pragas podem entrar e infestar o ambiente. Evite deixar aberto esses acessos.

Evitando esses fatores você estará dificultando que as pragas façam de seu lar a morada delas.


Para combater as pragas com eficiência você deve contratar uma empresa especializada em controle de pragas. Não tente combater com produtos químicos por conta própria pois pode ser prejudicial à sua saúde bem como as pragas criarem resistência.

Contrate quem entende do assunto!

A e-Control conta com equipes treinadas e capacitadas para realizar a sanitização de ambientes. Com mais de 50 anos de experiência, nossa missão é promover saúde e proteção com a maior qualidade e o melhor atendimento.

Ao avaliar criteriosamente o que fazemos em termos de qualidade e serviço, GARANTIMOS que entregamos até 10X mais! Entre em contato conosco.

Infestação de Formigas. Um perigo oculto.

Infestação de Formigas. Um perigo oculto.

Elas são pequenas, organizadas e trabalhadoras. Quando presentes no interior de residências e estabelecimentos, são bem toleradas pelas pessoas, porém podem dispersar microrganismos nocivos ao homem capazes de ocasionar:

Doenças infecciosas;
Tuberculose;
Verminoses;
Intoxicações alimentares;
Vômito;
Diarreia;
Lepra;

Além de poderem danificar equipamentos elétricos e eletrônicos quando constroem ninhos em seu interior.

É importante notar que as formigas urbanas possuem algumas características que lhe conferem grande sucesso, como: conseguir estabelecer seus ninhos em batentes de portas, pequenas frestas em azulejos e pisos, ou seja, os ninhos não necessitam ter uma grande estruturação.

COMO EVITÁ-LAS?

  1. Mantenha locais de preparo de alimento sempre limpos após manipulação.
  2. Procure manter azulejos e piso bem rejuntados.
  3. Evite a prática de pequenos lanches ou refeições em locais inadequados.
  4. Acondicione o lixo de forma correta, sempre dando preferência para lixeiras com tampas.
  5. Evitar acumular madeira em locais úmidos.
  6. Cuidar bem de jardins e gramados.

Contrate quem entende do assunto!

A e-Control conta com equipes treinadas e capacitadas para realizar a sanitização de ambientes. Com mais de 50 anos de experiência, nossa missão é promover saúde e proteção com a maior qualidade e o melhor atendimento.

Ao avaliar criteriosamente o que fazemos em termos de qualidade e serviço, GARANTIMOS que entregamos até 10X mais! Entre em contato conosco.

Sanitização de ambientes no combate à COVID-19

Sanitização de ambientes no combate à COVID-19

Nos últimos meses a sanitização de ambientes ganhou força no mundo inteiro como uma prática essencial na prevenção do novo coronavírus. O procedimento de controle microbiológico utiliza tecnologia de ponta para eliminar e impedir a proliferação de vírus, bactérias, fungos e ácaros. Veja de que forma esse serviço auxilia no combate da COVID-19!

O que é a sanitização de ambientes?

A sanitização de ambientes é um procedimento que combate os agentes patogênicos (vírus, bactérias, ácaros e fungos) e evita a proliferação de doenças como a COVID-19.  No processo há a destruição de microrganismos a níveis considerados seguros. O objetivo é garantir que superfícies, equipamentos e ambientes estejam imunizados

Para que serve a sanitização de ambientes?

A sanitização beneficia a saúde das pessoas a fim de proporcionar mais proteção e qualidade de vida. O acúmulo de bactérias, vírus e outros microrganismos impede que uma rotina plenamente saudável. Logo, esse serviço ajuda a frear a disseminação de doenças respiratórias, como rinites, resfriados e a própria COVID-19. Suas ações tornam o ambiente e as superfícies livres das ameaças invisíveis do cotidiano.

Veja a forma como a e-Control realiza a sanitização de ambientes.

O que diz a Anvisa

Conforme nota técnica emitida pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) no dia 09 de abril de 2020 quanto a forma correta de realizar o procedimento, vale destacar dois pontos:

1.    Somente devem ser utilizados produtos regularizados pela Anvisa ou Ibama, observando o seu prazo de validade;

2.    A equipe deve utilizar luvas, máscaras, aventais, entre outros equipamentos de proteção individual durante todo o procedimento. Os EPIs devem ser compatíveis com os produtos desinfetantes em uso.

A fim de atuar com responsabilidade e garantir a eficácia no processo de sanitização e, a e-Control cumpre com todas as medidas recomendadas pelos órgãos reguladores.

Veja onde aplicar a sanitização de ambientes.

Quem realiza a sanitização de ambientes?

A e-Control conta com equipes treinadas e capacitadas para realizar o procedimento. Com mais de 45 anos de experiência, nossa missão é promover saúde e proteção com a maior qualidade e o melhor atendimento.

Ao avaliar criteriosamente o que fazemos em termos de qualidade e serviço, GARANTIMOS que entregamos até 10X mais!

Cupins: Como prevenir-se de uma infestação

Cupins: Como prevenir-se de uma infestação

Os cupins são insetos sociais, assim como as abelhas e formigas. Isso quer dizer que se organizam em classes sociais ou castas, por isso a infestação é tão comum. Eles se alimentam de celulose, não somente da madeira, mas de qualquer outra coisa que contenha o material, como livros, carpetes, papel de parede e móveis. 

(mais…)
Manter o local limpo e organizado ajuda no combate às pragas urbanas

Manter o local limpo e organizado ajuda no combate às pragas urbanas

Recomendamos diariamente aos nossos clientes da grande importância que a limpeza e organização de seus estabelecimentos no combate às pragas urbanas sendo um dos pontos cruciais para o controle de pragas.

No dia 09 de setembro de 2015 um rato invadiu o CTI (Centro de Tratamento Intensivo) pediátrico do Hospital Albert Schweitzer, em Realengo, zona oeste do Rio. Os funcionários do hospital foram surpreendidos pelo roedor em meio ao plantão.

Funcionários denunciaram também que o alojamento para os profissionais de saúde também está tomado por roedores. De acordo com a funcionária, a direção da unidade de saúde sabe do problema, mas não adotou nenhuma providência.

Por isso ressaltamos a importância de trabalhar com o MIP – Manejo Integrado de Pragas. Onde não apenas trabalhamos as medidas químicas e físicas para o combate às pragas, mas também com foco na organização e limpeza do ambiente a ser controlado.

Sempre que precisar combater as pragas urbanas entre em contato com a e-Control para prevenção e saúde de todos.

Entenda como a sanitização pode ajudar no combate a rinite alérgica

A faxina comum mesmo que feita diariamente, seja com aspirador de pó ou outros equipamentos de limpeza, não se tornam suficiente para eliminar ácaros e outros. Os ácaros são animais que vivem em camadas profundas das fibras de travesseiros, tapetes e sofás, por exemplo .Por este motivo, muitas pessoas sorem com rinite alérgica mesmo em ambientes que estejam aparentemente limpos. Essa é a hora de recorrer a ajuda de uma empresa especializada em Controle de Pragas como a e-Control.

E não é com serviços de controle de pragas, muito menos dedetização, que vão ajudar a eliminar estes ácaros que tanto prejudicam sua saúde. A sanitização conduzida por profissionais utiliza um equipamento próprio para essa função.

A sanitização Protect SAN em colchões, tapetes e estofados ajuda no combate à rinite.

Em locais com grande circulação de pessoas, também se indica realizar a sanitização Protect SAN. Esse procedimento consiste na aplicação de um produto de ação prolongada, que cria uma película protetora nas paredes. A barreira química impede a proliferação de microrganismos.

Quer saber mais? Entre em contato com a e-Control e conheça os serviços de Sanitização de Ambientes prestados por nossa empresa. Sua empresa e/ou residência muito mais protegida e saudável.

ESCOLHA O SEU ESTADO: